GARE - MISSÃO

A nossa Missão


De acordo com os seus estatutos em vigor, a missão da GARE encontra-se claramente definida no seu artigo segundo.

Artigo Segundo

1. Os fins a que se propõe a GARE são a intervenção cívica e social no âmbito de uma cultura de segurança rodoviária, assumindo que a sua concretização assenta nos seguintes objectivos:

a) Favorecer a mudança social e individual de comportamentos e atitudes com vista à diminuição de riscos inerentes ao ambiente rodoviário;

b) Promover a Saúde;

c) Promover uma Cidadania Activa e Global e o respeito pelos Direitos Humanos;

d) Promover o Desenvolvimento Sustentável;

e) Promover a Igualdade de Oportunidades e de Género; 

f)Promover a Educação formal e não formal, bem como a formação e qualificação;

2. Para a prossecução dos seus fins, a GARE poderá:

a) Promover e realizar em qualquer parte do território nacional e no estrangeiro, quaisquer tipo de acções de sensibilização, debate, informação e formação, bem como projectos e intervenções de carácter social e comunitário;

b) Conceber, produzir e distribuir materiais informativos, pedagógicos e científicos, participando e promovendo estudos e acções de investigação científica e tecnológica;

c) Promover a instalação e gestão de Gabinetes de Apoio Rodoviário, e espaços específicos dirigidos a públicos específicos como as crianças, os jovens, os idosos, os turistas, os viajantes, entre outros;

d) Promover a defesa dos direitos dos utentes da estrada;

e) Promover o apoio às vítimas de acidentes rodoviários e seus familiares, nomeadamente através da instalação e gestão de espaços de prestação de cuidados de saúde e de promoção do bem-estar;

f) Estabelecer ligações e assinar protocolos e contratos com instituições, públicas, privadas ou outras, nacionais ou estrangeiras de que resultem benefícios para a promoção da cultura de segurança rodoviária;

g) Incluem-se no disposto na alínea anterior a possibilidade da GARE participar no capital social de sociedades, desde que estas prossigam fins que não se mostrem incompatíveis com os seus objectivos, natureza jurídica e vocação social;

h) Participar na formação e habilitação de indivíduos para a condução e circulação em meio rodoviário;

i) Promover a formação específica visando a reabilitação de condutores;

j) Promover a formação e aperfeiçoamento de examinadores, instrutores, directores de escolas de ensino de condução ou outros agentes e técnicos ligados ao ambiente rodoviário;

l) Participar na instalação e gestão de centros de exames de condução para as diversas categorias de veículos;

m) Promover, realizar ou apoiar eventos de carácter cultural, desportivo ou artístico de acordo com os fins acima referidos;

n) Fomentar o espírito do associativismo e do voluntariado junto da população e das entidades públicas e privadas;

o) Participar na discussão e definição de estratégias e políticas de acção, enquanto grupo de pressão junto das instâncias de decisão, com vista à elaboração e implementação de normas nacionais, comunitárias e internacionais.